SOBRE

Somos uma empresa especializada em Sistemas de Segurança Eletrônica que atua em Sorocaba e região desde 1995. Temos uma abordagem direta levando sempre em consideração a melhor relação Custo X Benefício para o desenvolvimento de projetos aos nossos clientes. Soluções tecnológicas em qualquer escala, desenvolvimento e gestão de projetos, sempre com um pacote completo para atender a necessidade de nossos clientes.
Sistemas de Alarmes
Monitoráveis

Sistema de alarme é um circuito criado a partir das necessidades detectadas durante a analise de risco de um determidado imóvel, o qual deve conter uma unidade processadora (Central de Alarme) e periféricos como sensores ( Infra vermelhos, Magnéticos de contato, Sensores de fumaça, entre tantos) e emissores de som (sirenes). Os sensores tem a função de detectar a presença de um invasor ou a violação do um local, as sirenes tem a função de sonoramente informar o que foi detectado pelos sensores e por fim, a central de alarme ou painel de alarme tem por função processar as informações captadas pelos sensores e informar a Central de Monitoramento. 

 

Controle de Acesso
e Biometria

Em segurança, especialmente segurança física, o termo controle de acesso é uma referência à prática de permitir o acesso a uma propriedade, prédio, ou sala, apenas para pessoas autorizadas. O controle físico de acesso pode ser obtido através de pessoas (um guarda, segurança ou recepcionista); ou através de outros meios tecnológicos, como sistemas baseados em cartões de acesso ou biometria.

VENHA NOS CONHECER
Sistema de Câmeras
Digitais ou Analógicas

Câmera é um dispositivo dotado de mecanismos que capturam imagens em tempo real. Diferentemente da câmera fotográfica, a câmera de vídeo é capaz de registrar movimentos, trazendo assim uma maior dinâmica ao resultado final da produção. Os movimentos são registrados tirando-se sucessivamente centenas (ou até milhares) de fotografias (quadros) da cena com grande rapidez (usualmente 30 por segundo.

CFTV Digital / IP
Imagens por Internet 

CFTV ou Circuito Fechado de Televisão, é um sistema que distribui imagens provenientes de câmeras localizadas em locais especificos, para um ou mais pontos de visualização. Os circuitos internos encontram-se em estado de grande evolução, quer em termos de tecnologia quer em termos aplicacionais. Em termos tecnológicos, é hoje possível ter o sistema todo em formato digital, usufruindo das mais valias da era digital. Em termos aplicacionais o circuito interno de televisão já não é apenas um sistema simples de monitorização de segurança, tendo evoluído para áreas como o reconhecimento facial, reconhecimento de matrículas, vigilância rodoviária etc...

“Somos uma empresa em constante busca tecnológica. Esperamos em nossas pesquisas definir novas metodologias e desenvolver soluções, além de implantá-las em nossos parceiros! O que você está esperando, venha nos conhecer!”

Maximiliano Oliveira, Diretor

IMPORTANTE

 

SIESE-SP alerta sobre cuidados ao contratar uma empresa de segurança eletrônica
A economia para contratar os serviços pode trazer transtornos
O mercado de segurança eletrônica movimentou, nos últimos três anos, mais de U$900 milhões, segundo estimativa do SIESE-SP. O crescimento do setor tem atraído inúmeros novos empreendedores para esta fatia do mercado. Porém, há empresas que atuam sem nenhum conhecimento técnico ou pior, as pessoas contratam os serviços de instaladores de rua que denigrem a imagem do setor. Assim como existem equipamentos de todos os preços, existem resultados de todos os tipos, inclusive de insegurança.


O SIESE-SP alerta para alguns cuidados ao contratar uma empresa de segurança eletrônica. “É necessário verificar se é uma empresa especializada, se possui uma estrutura adequada para avaliar o risco e indicar o melhor equipamento para cada situação e local”, orienta Marcelo Cabbao, presidente do SIESE-SP. Além disso, o SIESE-SP recomenda para não recorrer a curiosos ou instaladores de rua. “Muitas vezes podem ser os próprios ladrões e a economia pela contratação deste serviço vai trazer transtornos e prejuízos financeiros”, lembra Cabbao.
Enquanto a maioria das empresas apresenta apenas um orçamento e interessadas apenas na venda de seus produtos, as empresas que apresentam um projeto de segurança eletrônica estão focadas em: atender as necessidades do cliente; minimizar os riscos; elucidar aos clientes os equipamentos que serão utilizados; apresentar seus custos e garantias. Um bom projeto de segurança eletrônica propicia vantagens tanto ao cliente como à empresa prestadora do serviço.


Ao cliente:
É importante que o cliente se oriente no momento da escolha da prestação do serviço.
Ao contratar uma empresa de segurança eletrônica é necessário certificar da idoneidade desta empresa perante os órgãos de registro.
Verificar a capacitação técnica da empresa para realizar aquele determinado serviço, entender e saber executar o gerenciamento do projeto.
Conhecer o quadro técnico funcional da empresa.
Avaliar projetos executados, inclusive que estejam em funcionamento há pelo menos seis meses. Oferecer atendimento rápido durante o período de garantia.
Apresentar um projeto bem detalhado com especificações técnicas desejadas.


A empresa prestadora do serviço:
Um consultor técnico habilitado deve ir ao local para conhecer a necessidade do cliente.
Fazer um levantamento de informações do local. Por exemplo, verificar se o estabelecimento já possui algum tipo de segurança.
Depois de conhecer o local, o consultor deverá elaborar um projeto com as especificações técnicas.
A empresa precisa oferecer ao cliente uma garantia do serviço que é a emissão da nota fiscal.


As empresas precisam se atualizar
O diretor do SIESE-SP, Vitor Carillo, e empresário do setor, lembra que também é muito importante que as empresas atualizem-se no mercado. “As empresas precisam estar atentas às novidades, aos lançamentos do setor e aperfeiçoar os seus produtos. Os profissionais precisam se atualizar através de cursos técnicos da área”, ressalta Carillo.
Segundo Carillo, levando em consideração todas essas orientações, o cliente estará adquirindo um serviço mais seguro e deixando a sua propriedade mais protegida. "A invasão de um local é muito pequena quando ele é bem protegido, bem monitorado e com equipamentos e serviços de boa qualidade", ressalta.
Na hora de contratar um serviço de segurança eletrônica, siga essas orientações do SIESE-SP para não correr riscos e não deixar que a sua segurança se torne insegurança.